Você tem visão?

Visão de Raio-x? Visão a laser? Muito além da curva do horizonte, vivem as ideias de quem tem visão. Essa competência que tem o nome associado ao sentido humano da visão, mas extrapola em imaginação, potencialidade e principalmente em resultados. Quase todo mundo acha que tem visão, que sabe “ver” as coisas como elas são. Mas essa competência vai muito além.

O escultor que tem visão, não vê a argila e em seguida imagina a peça pronta. Ele imagina a peça interagindo com as pessoas, imagina as reações que terão. Um poeta ao abrir seu caderno e ver uma folha em branco, se não tiver visão, verá o espaço pautado para a poesia, mas se tiver, verá a reação das pessoas, os casais se enamorando em consequência de suas palavras, suas feridas sarando ou seu amor sendo exaltado. Poetas e artistas quase sempre têm visão. Quase sempre, não sempre.

O administrador, o médico, o engenheiro, o vendedor, o empresário e até o síndico do seu prédio podem ser pessoas de visão, ou podem simplesmente não ser. Será que eles podem mudar? Pode o administrador encontrar uma ideia em outra área e transformá-la em ouro ao trazê-la de volta para o seu campo? Pode o cada um de nós ampliarmos a percepção e desenvolvermos novas soluções?

Podemos! Mas precisamos dos elementos anteriores que discutimos para levarmos essa visão à concretização. Os grandes visionários ao redor do mundo, aqueles que fizeram grandes descobertas e que mudaram nossa realidade, não apenas visualizaram possibilidades, eles às testaram, eles comprovaram, e eles persistiram na realização. É preciso sim ter confiança e positividade para alcançar uma visão.

Você não precisa ser um criativo no último nível da criatividade, só é preciso um pouco dela para despertar a consciência da visão. Deixe-me te ensinar duas perguntas que fazem com que a visão seja ampliada:

– O que posso eu com aquilo que vejo em minha frente?

– Se eu mudasse a forma de observar, o objeto mudaria? Se eu pensasse como um médico, um artista, um arquiteto, um marceneiro, o que eu veria neste objeto? ( e aqui a lista pode ser enorme de arquétipos profissionais)

São duas perguntas iniciais, atreladas a elas virão outras tantas, mas essas já são o começo. Para praticá-las é preciso iniciativa, colocar-se à disposição, desprender-se da realidade atual. Pensando em desprendimento, esse é o tópico do nosso próximo encontro.

Lembra, tu és capaz de mudanças incríveis na tua vida, apenas ajustando tua visão. Quando sentir que precisa de ajuda para o próximo passo, estou aqui para ser essa ajuda!

Até mais.

Publicado originalmente em: http://www.andrehubler.com.br/voce-tem-visao/