Magia Simpática: as famosas Simpatias

Você já pensou sobre como surgiram as Simpatias? Qual o mistério que rodam tantas e tantas revistas, programas de tv, conversas pessoais … todas as pessoas sabem pelo menos uma simpatia sobre alguma coisa para te ensinar, você já percebeu?

Um dos temas mais impactantes da magia se encontra entre os de prática mais simples: a Magia Simpática, ou como é popularmente conhecida: Simpatia. A Magia Simpática pode ser considerada como a teoria e base prática da mágica através dos anos, como discutido abaixo.

Para poder definir o conceito de Magia Simpática devemos voltar há milhares de anos atrás, quando os primeiros homens que já não eram mais nômades começaram a habitar as cavernas. Sendo eles os responsáveis por domesticar plantas e animais, podemos dizer que eles foram os precurssores das primeiras culturas, tecnologias e também os responsáveis pela primeira relação que tivemos com o sagrado. Um exemplo claro são as pinturas rupestres encontradas nas cavernas onde viviam. Nelas, várias das pinturas têm conotações mágico-xamânicas, uma vez que para alguns pesquisadores tais pinturas podem ter sido criadas a fim de assegurar a caça (ao “capturar” o animal na pedra, asseguravam a sua captura no mundo real).

Acho muito interessante que aqueles homens nos deram um conhecimento tão básico, primitivo e natural que, apesar de sua simplicidade não significa que seja menos importante que a magia contemporânea, e que devido a sua praticidade e apego às leis da natureza, tornou-se um conceito mundialmente conhecido e que não mudou ao longo dos anos: “semelhante atrai semelhante”.

A Lei da Semelhança tem sido amplamente utilizada por todas as culturas ao redor do mundo, e sua aplicação tem sido chamada de magia imitativa, que manteria certa relação com os princípios da homeopatia (um dos fundamentos da homeopatia é de que “semelhante cura semelhante” ou “similia similibus curantur” e argumenta que o que causa uma doença também pode ser usado para curá-la). É claro que isso não significa que os princípios da terapia homeopática se reduzem simplesmente à Magia Simpática. Entretanto, é interessante notar que até mesmo no campo da medicina há uma ideia de uma conexão entre similares.

Existe simpatia para tudo! Para arranjar emprego, casar, não ficar doente, contra mau olhado… Basta uma simples pesquisa! Não nos cabe aqui neste espaço atestar a funcionalidade das simpatias, e sim informar que este é um conhecimento antigo e que está à disposição para ser utilizado, conforme a vontade de cada um. O uso de simpatias é por sua conta e risco, ok?!

E lembre-se sempre: jamais faça algo para alguém que você não gostaria que fosse feito para você 😉